Assistência social dental, o que é e como funciona?

Cuidados dentários a baixo custo para os setores da população menos favorecidos. A saúde bucal não é um jogo, e nossos recursos não deveriam ser um problema para poder mantê-la em bom estado.

Podemos comparar a nossa boca com um depósito de bactérias só com pensar que temos mais de 500 tipos de bactérias nela. Isso nos dá uma idéia de quão importante é a prevenção e higiene bucal para evitar doenças.

Hoje em dia contamos com empresas de assistência odontológica social que nos oferecem a oportunidade de cuidar de nossa boca seja qual for o nosso nível económico. Ou seja, permitem que cidadãos de baixa renda tenham acesso à assistência odontológica em prática privada.

Este tipo de assistência, garante o acesso à assistência odontológica para a população mais vulnerável. Não significa que possamos fazer qualquer intervenção, e não pagar nada por isso, mas vai depender de cada caso.

Não se pode generalizar, porque cada pessoa tem uma situação em concreto e circunstâncias que são submetidos a estudo e que são as que fazem com que o tratamento em centros de assistência odontológica social como, por exemplo, idental tenham um custo ou outro. Ainda sim, pode-se dizer que pode chegar a cobrir até o 60 e até 100% do custo do tratamento. O percentual que cobrem depende dos documentos que a pessoa presente para expor a sua situação (de trabalho, pessoal e econômica).

Ou seja, não serve para qualquer um, tem que provar que estamos dentro do grupo de pessoas mais necessitadas, por assim dizer. Se temos uma situação econômica favorável, obviamente, não nos serve este tipo de assistência. Apesar de nossa parte seria absurdo procurar ajuda quando não precisamos, não é?…por muito que às vezes haja quem o faça.

Neste ponto eu gostaria de dizer (sem dar nomes, com certeza já se darão por aludidas quando o lean) que algumas pessoas do meu povo vão buscar comida a Cáritas se podem dar ao luxo de comprar comida….Vergonhoso e desumano por parte destas pessoas. As ajudas são para aqueles que não podem pagar, e não para os que querem ter as coisas de graça ou a baixo custo. Para aqueles que querem pagar menos e, sem necessidade, existem outras alternativas, como as ofertas, “blackfridays”, saldos, dias sem IVA, etc., Aproveito para dizer também que, apesar de hoje ter sido um exemplo como o de Cáritas, a assistência social dental não é nenhuma ONG, trata-se de empresas que trabalham para ganhar dinheiro, não nos confundamos.

Dito isto, eu continuo com a assistência odontológica social. Para poder fazer uso desses serviços, há que passar por um estudo prévio e entregar a documentação necessária que confirme que nos encontramos em uma situação em que precisamos de fazer uso da assistência social dental. No referido estudo, se olha tanto a situação de trabalho como a pessoal e a econômica. É dizer, não se trata apenas do dinheiro que se ganha (mas olha o IPREM, salário mínimo interpofesional), mas têm também em conta outros fatores, como a situação pessoal, como por exemplo, se as pessoas que precisam da ajuda têm a outras pessoas a seu cargo ou de alguma deficiência.

Neste vídeo você um exemplo de assistência social dental, o que é muito bem explicado o funcionamento desse sistema:

Mas como tudo na vida, tem seus prós e seus contras. Este tipo de clínicas barato dentais que ajudam as pessoas que não têm recursos suficientes estão levantando muitas perguntas e dúvidas no setor e alguns grupos como o Colégio Oficial de médicos Dentistas e Estomatólogos de Campinas se queixam sobre as práticas dessas empresas. Um dos motivos das reclamações é a dúvida sobre a procedência de apoio. Não passa a acreditar que eles possam se auto-financiar com fundos privados, mas de momento não se comprovou que não seja assim.

Comenta no Facebook

Compartilhe isso:

Eu gosto de:

Me gustaCargando…

Leave a Reply