Chupar o dedo ou a ponta das unhas tem algo de bom…

Morder as unhas ou colocar os dedos na boca reduz risco de sofrer de alergia de pele. Pelo menos essa é a hipótese de um novo estudo…

Chupar o polegar ou morder as unhas é um dos “vícios” de muitas crianças que faz com que muitos pais se preocupem. Além das possíveis conseqüências para a saúde como ter defeitos dos dentes e da fonação, ou do risco de infecção, existe a preocupação de que se trate de um sinal de angústia psicológica.

Ainda assim, dentro de mau, há também algo de positivo… Em um estudo publicado na revista Pediatrics, as crianças que têm entre 5 e 11 anos e que têm esses vícios (um ou ambos) são também os que têm menor risco de desenvolver alergias (relacionadas com a pele, como a pielatópica). Eu recomendo ler Como cuidar da pele atópica?.

Esta constatação vem de um estudo epidemiológico, realizado com mais de mil pessoas na Nova Zelândia. Se lhes fez um acompanhamento desde que eram crianças (nascidas entre 1972 e 1973) até a idade adulta. Os pais dessas crianças se lhes pediu que, quando os filhos têm 5, 7, 9 e 11 anos respondam se as crianças ainda estavam usando chupeta ou se roeu as unhas ou se chupaban o dedo. De todas estas crianças, nada mais e nada menos do que um terço roeu as unhas/chupaban o dedo ou usavam chupeta de forma habitual.

Chupar o dedo ou a ponta das unhas tem algo de bom...

Aos 13 anos e aos 32 os participantes do estudo foram submetidos a um teste de pele para determinar os tipos mais comuns de alergias: alergia aos ácaros, pêlos de gatos ou cães, o pólen e mofo. E disso tiraram esta curiosa conclusão:

  • Os pais que tinham notificado que seus filhos usavam chupeta, se chupaban o dedo ou roeu as unhas eram menos propensos a ter pele atópica. A qual é considerada como um sinal precursor de alergias. Um 38% apresentavam alergias. (Recomendo ler Pele atópica: dicas que você deve seguir).
  • Os pais dos filhos que não tinham esses hábitos tinham filhos com mais casos de alergias de pele. Um 49% apresentavam alergias.

E entre os dois vícios (colocar os dedos na boca ou usar chupeta), o percentual era menor entre os que se chupaban o dedo ou roeu as unhas que não os que chupaban chupeta. Esta diferença manteve-se mesmo quando os pesquisadores controlaram outros possíveis fatores, como a predisposição a alergias de seus pais, a presença de animais em casa ou o status sócio-econômico da família.

Isso sim, os resultados seguem este padrão em relação a distúrbios alérgicos da pele, mas não para os casos de asma ou rinite.

Cuidado!, há que se lembrar que este tipo de vícios traz consigo uma série de problemas, como as que tenho comentado no início do artigo…que não vos passe por alto que algo a ter em conta. De fato, estes hábitos são uma das causas das deformações dentárias, de lábio e até mesmo de paladar. E se o hábito continua mesmo em idades mais avançadas também se dão problemas na mandíbula. Assim que… ¡¡¡nada de tomar este mau hábito!!!.

É mais, quando é feito de forma constante pode resultar em problemas na fala e, em muitos casos (sobretudo em idades mais avançadas) é a causa de infecções bucais e do sistema digestivo.

Sempre tem que olhar todos os prós e os contras e por mais que apareçam estudos que, aparentemente, podem ser positivos, devemos sempre saber o que é o mal que pode acontecer…

Ainda não se sabe o porquê destes resultados, ou se apenas se trata de uma coincidência, mas cada vez pega mais força a hipótese de que um excesso de higiene faz com que as crianças tenham mais risco de sofrer de alergias. A hipótese do estudo é que as crianças que são expostos a microrganismos podem fortalecer seu sistema imunológico de forma mais eficaz do que aqueles que não estão expostos.

Comenta no Facebook

Compartilhe isso:

Eu gosto de:

Me gustaCargando…

Leave a Reply