Esse grande desafio…deixar de fumar. Não custa tanto!

Deixar de fumar é um passo importante para aqueles que decidem fazê-lo e para os que os rodeiam. Mas também o é saber limpar os pulmões.

Devo dizer que, embora ideal é fazê-lo quando alguém tiver deixado de fumar para poder desintoxicar os pulmões também o recomendo para aqueles que continuam na luta de começar este desafio.

Existem vários conselhos e remédios naturais que podemos usar, mas cuidado, há que ter sempre em conta as possíveis interações com as terapias que se seguem e os medicamentos que se tomem. Digo sempre o mesmo, mas “natural” não significa o mesmo que “não prejudicial”, você tem que usar as coisas de forma justa e com cabeça porque como podem ajudar-nos se o fizermos bem, também podem dañarnos se fizermos o mal. Tal como acontece com os medicamentos.

Remédios naturais

Alguns remédios naturais utilizados produtos que, provavelmente, já tem na cozinha assim que te será fácil começar. Estes incluem alimentos desintoxicantes, como o gengibre, alho ou cebola.

Também é de grande ajuda para a purificação dos pulmões da alcaçuz, mas sempre sem ir porque também tem efeito hipertensivo pode fazer subir a pressão. É totalmente contra-indicado para pessoas que sofrem de hipertensão. E é bom lembrar que tem propriedades laxantes, outra razão pela qual você não deve ir com o seu consumo.

Quatro aliados para sua saúde pulmonar são o eucalipto, o tomilho, a lavanda e hortelã. Seu uso é possível tanto na forma de óleos essenciais, derramando algumas gotas em um recipiente com água quente para para respirar os vapores que saem, ou como uma infusão desintoxicação muito útil como anti-séptico e para evitar a formação de fleuma, eliminar o muco e os germes e combater a possível inflamação. Para preparar uma infusão desintoxicação precisa de 15 gramas de folhas de eucalipto, 10 gramas de folhas de hortelã, 10 gramas de flores de alfazema e 5 gramas de folhas de tomilho. Misture tudo e deixe repousar durante cerca de 5-10 minutos em um litro de água. Depois de filtrados há que respirar o vapor até que vejas que se chegou a uma temperatura em que já se poderia beber o líquido sem se queimar.

Para deixar de fumar é essencial que você quer realmente fazer. Quero dizer, que o fato de pensar que você quer fazê-lo não é o mesmo que saber o que você quer fazê-lo. E a diferença pode ser que te faça ter sucesso ou não com o seu objetivo. Os alimentos e remédios que lhe dei antes, podem ajudá-lo a purificar os pulmões , em certa medida, mas não para deixar de fumar.

O primeiro passo é o mais importante e, como eu disse, é querer deixá-lo. Ter vontade para o fazer. Uma vez já esteja seguro é quando vem o segundo passo é procurar a ajuda de um especialista que possa recomendar correções, sprays, pastilhas ou comprimidos de nicotina com os que se remova o “macaco” de fumar. Certamente vos soem as marcas de Nicorette® ou Nicotinell®, mas lembre-se sempre que os tratamentos variam em cada pessoa.

Quanto aos famosos cigarros elétricos é melhor não usá-los. Não só sai vapor de água desses cigarros, mas que têm vindo a encontrar nitrosamina nestes aparelhos que são substâncias altamente irritantes para os pulmões e que acima podem ser cancerígenas, assim, que seria como querer apagar um fogo com mais fogo. Neste caso o remédio não é melhor do que o problema então é melhor evitar esses cigarros. Além disso, você continuará tendo esse gesto que se faz ao fumar e que de forma inconsciente, não te deixa esquecer o tabaco. Embora pareça uma tolice, isso faz com que a gente venha e volte a fumar.

Os cigarros eletrônicos com nicotina (os que eu mencionei anteriormente foram sem nicotina), nem sequer são reconhecidos pela AEMPS (Agência Espanhola do Medicamento e Produtos de Saúde).

Por outro lado, estão os tratamentos que devem SEMPRE ser prescritos por um médico e que são baseados em substâncias que são capazes de fazer com que o nosso corpo deixe de sentir prazer com o ato de fumar, por dizê-lo de algum modo. O que se conhece como as vias de recompensa deixam de funcionar com o tabaco, com o qual não vai querer fumar para se sentir”bem” (também é para dizer de algum modo, porque a realidade é que não te faz sentir bem, mas que será pior, mas o cérebro é capaz de nos enganar, sem que nos demos conta). Neste caso falo de substâncias como a Vareniclina ou Bupropiona. Mas insisto, sempre que o médico assim o determina.

Além destes métodos, eu gostaria de salientar que as terapias alternativas como a acupuntura, auto-ajuda ou hipnose também servem para fazer com que sejamos mais fortes para deixar de fumar e que se obtenham resultados mais positivos. Se nos lembrarmos de que a motivação é o ponto chave para o sucesso é fácil de ver que podem servir para isso. Isso sim, escolher bem a especialista, certificando-se antes de que tem uma boa preparação, porque existem muitos frequentes neste domínio.

Comenta no Facebook

Compartilhe isso:

Eu gosto de:

Me gustaCargando…

Leave a Reply