“Farmaparties”, uma moda perigosa ou apenas uma lenda urbana?

Ultimamente podemos ler notícias sobre a última tendência de os jovens que jogam a “roleta russa” dos medicamentos, as festas em que participam, conhecidas como farmaparties. É verdade que o fazem?

Segundo informam em alguns jornais online como Ameritox ou Contemporary pediatrics entre outros, a pharm-party é uma moda que está dando muitos problemas entre os adolescentes. Mas, o que fazem estes jovens, exatamente?…Eles roubam as pílulas e medicamentos para os pais e os levam para as festas que eles fazem para “ficar alto” durante as farmaparties. Estados Unidos da américa, está sob o ponto de mira por esta louca, perdoai, que o diga, mas estúpida moda do que se conhece como “farma-festas” (ou pharming ou pharm-parties), em que, em teoria, os adolescentes compartilham comprimidos, as misturam em grandes recipientes e as tomam a mancheias para o modo de jogo de roleta russa. Onde vamos chegar?. Realmente me surpreende esse tipo de notícia, mas, infelizmente, o faz para o mal. Você não tem nada na cabeça?. A verdade é que não há dados a respeito de qualquer jovem que tenha sido tratado por esse tipo de ação, mas existem notícias que confirmam o contrário.

Segundo informam, os medicamentos utilizados durante as farmaparties vão desde os comprimidos para tratar um resfriado comum, anti-inflamatórios e antidepressivos. Mesmo se fala de medicação para casos de hiperatividade. E estes são misturados com álcool, algo que pode ser fatal.

Sim, é certo que há problemas com a administração de medicamentos e com o consumo de comprimidos que os jovens lhes tiram a seus pais (acidentalmente ou não), segundo informou a Food and drug administration(FDA), a agência americana que regula os medicamentos. E que, além disso, está a dar lugar a hospitalizações. Mas não se trata de qualquer tipo de festa, mas de crianças que confundem doces com drogas, ou adolescentes que se auto-medican e outros que vendem ou compram medicamentos e acabam tendo que ser tratados nos hospitais.

Isso sim, embora não se tornem realmente festas de medicamentos (farmaparties) , coisa que devemos agradecer, porque seria uma verdadeira loucura, e não pode dar mais do que problemas de saúde, sim, é certo que a cada ano há muitas crianças e adolescentes têm de ser tratados por consumo de medicamentos que seus pais não lhes deram e que foram tomadas de forma acidental.

Esta tendência não é coisa de hoje, já que há muitos anos que se falava disso, concretamente, na década dos anos 60. E como quase tudo nesta vida, para reviver de novo a ideia de as pharma-parties.

 

Informações retiradas do site: Blog Val Popular

Leave a Reply