Hipertensão arterial. Dicas, controle e alimentação

Antes de começar com as dicas gostaria de lembrar os valores de hipertensão para aqueles que usam a pressão em casa. Consideramos que são valores altos, quando a pressão arterial sistólica (“máxima”) é igual ou superior a 140 mmHg e pressão arterial diastólica (“a mínima”) é igual ou superior a 90 mmHg. Se qualquer um desses valores é igual ou maior do que designei há hipertensão. Mesmo quando a mínima ou a máxima é baixa e outra alta prevalece sempre o valor que estiver elevado.

Além disso, o correto seria tomá-la duas vezes, e fazer a média dos dois valores obtidos. Com uma única leitura não é suficiente. E para ser mais exato, o paciente deve vir durante 3 dias à farmácia para tomar a tensão. Se em todas as visitas saem valores altos é quando se pode falar de hipetensión. Outra coisa seria de que venham a fazer o controle quando já foram diagnosticados como hipertensos. Então não há necessidade de vir durante 3 dias consecutivos.

  • No caso de não sabermos se temos ou não hipertensão é aconselhável tomar-se a tensão a cada 4 anos. A partir dos 45 anos seria conveniente medi-la a cada 2 anos.
  • No caso de que tenhamos hipertensão será o médico quem deve definir o tempo entre uma medida e outra.

Ter a tensão alta é motivo de preocupação. Embora seja uma doença que não se percebe, não há que tirar importância. A hipertensão dá lugar a outras doenças, como insuficiência cardíaca, isquemia coronariana, doença vascular cerebral, doença obstrutiva crônica e, inclusive, hipertrofia da próstata e infartos do miocárdio.

Dicas antes de medir a tensão

  • Ter feito repouso durante 5 minutos.
  • Não ter praticado exercício físico ou esporte meia hora antes de tomá-la.
  • Não ter fumado nem comido pelo menos 30 minutos antes da medição.
  • Não ter bebido café nem chá, nem nenhuma bebida excitante 30 minutos antes de tomar a tensão.
  • O ambiente tem que ser tranquilo e relaxado.
  • Você deve estar sentado, com a coluna reta e sem cruzar as pernas.
  • Não usar relógio ou roupa que pressione.Recomendo que você leia o artigo Por que não devemos usar sempre roupa apertada?.
  • Deve relaxar a mão.
  • O manguito de medidas deve estar à altura do coração.
  • não se deve falar durante a medição.
  • É melhor tomar a medida no braço esquerdo. Mas primeiro você deve tomar os dois braços e em que o valor mais alto será o que faremos de agora em diante. Geralmente costuma ser o esquerdo, e por isso se faz normalmente no esquerdo.
  • O sensor deve tocar a artéria braquial para fazer a medição.

Eu gostaria de lembrar que a tensão não é a mesma durante todo o dia. É mais, você mesmo pode variar um pouco com poucos minutos de diferença. Por isso, é sempre aconselhável que se tome a tensão à mesma hora. Ainda assim, essas mudanças são de cerca de 10 ou 20 unidades mais ou menos.

Também influencia muito, se a pessoa está relaxada ou se vem com algum tipo de preocupação ou stress.

Com tal de tentar reduzir a dose dos medicamentos e até mesmo o fato de ter de tomá-los, o mais importante é seguir uma lista de dicas higiênico-dietéticos que influenciam a pressão. Por exemplo, é importante saber que há medicamentos que fazem subir a tensão. Vamos tentar evitá-los. Nesta tabela você tem uma lista de medicamentos e substâncias que alteram a pressão arterial. E adiciono alguns que não aparecem na lista e que também aumentam a tensão.

Fármacos. Medicamentos e hipertensão

  • Paracetamol (acetaminofeno).
  • Ecstasy (MDMA e derivados).
  • Os decongestionantes nasais faz referência a oximetazolina, fenilefrina e pseudoefedrina.
  • Antidepressivos. Já estão na lista, mas quero salientar que mesmo a venlafaxina, bupropiona e desipramina, aumentam a tensão.
  • Cafeína (inclusive a cafeína é encontrada no café e as bebidas energéticas)
  • Medicamentos de venda livre, como os que se usam para a tosse, resfriado e para a asma, sobretudo se for tomado com determinados medicamentos para a depressão como a tranilcipromina ou antidepressivos tricíclicos
  • Medicamentos para as enxaquecas

Outra nota que eu gostaria de fazer sobre os multivitamínicos. O Pharmaton leva Ginseng 115® é um tipo específico de Ginseng que nem altera os nervos, nem a hora de dormir, nem influencia a hipertensão, a não ser que se tome em grandes quantidades. Neste caso sim poderia ser tomado por pessoas coexistir. Ainda assim, é sempre aconselhável consultar com seu médico para que vos assessoria peronsalmente. Isso é o que diz o site da Boheringer, de Pharmaton:

Quais medicamentos para gripe podem tomar?

  • Anti-histamínicos como a atropina, carbinoxamina e clorfeniramina. Estes são usados se houver espirros ou corrimento nasal.
  • Para febre, mal-estar, dor ou calafrios podem tomar ibuprofenoo naproxeno. A aspirina também faz subir a tensão.
  • Para a tosse, o melhor é recorrer a doces com mel e limão ou eucalipto, porque o dextrometorfano ou o carbetapentano podem elevar um pouco a tensão. Em caso de tosse com muco acontece o mesmo com a acetilcisteína ou o ambroxol, normalmente, aumentam um pouco a pressão para os 3 dias de tomá-la assim que melhor evitá-la. Seria conveniente beber muita água para facilitar a remoção do muco e é possível tomar um xarope como GrinTuss®. Este xarope é totalmente natural e contém extratos liofilizados de Tanchagem, Grindelia e Helicriso, a parte de mel. Cria uma camada protetora que acalma a tosse seca e irritativa e ajuda a expelir o muco em caso de que você tenha expectoração no peito.

Em NENHUM CASO se deve alterar a dose ou parar de tomar a medicação sem que o médico o tenha dito. E eu insisto neste ponto, porque eu tenho encontrado muitos casos de gente que o faz, porque já lhe foi estabilizado ou porque “se sentem” bem. Só se pode reduzir, alterar ou excluir a medicação se o médico considerar oportuno.

O que é que se pode comer e o que não?

No momento em que nos detectam hipertensão e, também, se queremos evitar que apareça devemos ter claras duas coisas.

  • Vigiar o peso.
  • Reduzir ao máximo o consumo de sal.

No máximo, você deve tomar 6 gramas de sal por dia. E lembre-se que a quantidade de sal não é apenas o que consumimos como o pó branco que usamos para cozinhar, mas que o que comemos também tem sal e deve-se somar. É mais, a grande maioria de nós a sal que tomamos a ingerimos com os alimentos. Por isso é importante que você tenha em conta as duas tábuas, que deixo abaixo:

Alimentos e sal. hipertensão

Alimentos e sal. hipertensão

Aditivos hipertensão

No caso das bebidas excitantes, como o chá ou o café também se deve moderar o consumo, mas não há falta erradicá-los da dieta.

O ideal seria seguir a dieta mediterrânea. Ou seja, uma dieta rica em frutas, legumes e produtos lácteos desnatados. E, por sua vez, baixa em gorduras totais e gorduras saturadas. Como a escolha cozinharemos e aliñaremos com azeite de oliva. A dieta Dash seria uma boa alternativa. Deixo-vos este artigo para que vejam do que se trata: Dieta Dash contra a hipertensão e o colesterol

Nesta tabela vereis mais ervas e especiarias que podemos usar para dar sabor aos pratos.

Ervas e temperos. Hipertensão

Abaixo eu coloquei a combinação perfeita entre as especiarias e ervas e o tipo de alimento que lhe iriam bem.

Ervas e temperos. Hipertensão

Você também pode ver 10 benefícios do abacaxi. E algum que outro ponto negativo

Leave a Reply