Implantes zigomáticos, o que são e em que diferem dos convencionais?

Os implantes zigomáticos são hoje a melhor alternativa ao enxerto de osso no caso de atrofia maxilar.

Os implantes zigomáticos em apenas alguns dias de tratamento permitem, a quem não tiver osso maxilar, colocar uma prótese fixa que substitui as próteses tradicionais e complicadas.

Hoje em dia, as soluções para que o paciente possa viver uma vida normal sem ter que usar uma prótese móvel são dois:

Implantes zigomáticos

O enxerto de osso (implantes convencionais na foto) é uma solução para os pacientes sem dentes, mas tem certas limitações, como por exemplo:

  • Raramente se consegue reconstruir a anatomia normal.
  • É impossível saber quanto osso haverá quando se tenha curado (mínimo de 6 meses.).
  • Se não quer correr riscos, os “dentes” devem ir colocando depois de cerca de 8-12 meses após a primeira intervenção.
  • Deve-Se fazer pelo menos duas intervenções cirúrgicas, que podem ser muito irritantes.
  • A probabilidade de sucesso varia entre 60 e 82%.

Para quem está indicada a cada técnica?

Implantes zigomáticos. O que é exatamente?por fada-natura

O que acontece com os implantes zigomáticos?

São implantes que se fecham sobre o osso zigomático (daí seu nome). O osso zigomático está nas maçãs do rosto e é muito resistente, por isso a descoberta permanece bem segura e firme com o passar dos anos. É a melhor escolha para pessoas que tenham tempo sem dentes ou que tenham passado por uma forte doença periodental.

Quais são as vantagens dos implantes zigomáticos?

  • Com uma intervenção cirúrgica já resolve o problema (lembre-se que com a outra técnica eram necessárias mais intervenções);
  • Pessoas que não têm nenhum dente ou os que lhe faltem peças podem voltar a ter dentadura fixa.
  • Em pouco tempo (normalmente cerca de 3 dias), você pode restaurar toda a boca e que fique fixa.
  • Alta probabilidade de sucesso: Entre 98% e 100% .
  • Ao se fixar no osso zigomático é fixo e instável. Dura para sempre.

Além disso, com implantes zigomáticos se sabe desde o primeiro momento onde se podem colocar e que tipo de prótese pode ser usado. Os implantes zigomáticos não são uma solução adequada para todas as situações em que falte osso, mas nos casos em que se possa fazer tem vantagens enormes para o paciente. Se existirem dúvidas na hora de recorrer a um dentista para este tipo de tratamento pode consultar as opiniões idental para conhecer todos os testemunhos de pacientes. Desta forma podemos fazer uma idéia tanto de tratamentos como do tratamento recebido ou as sensações das pessoas que tenham sido apreendidas.

Comparemos um pouco das características mais marcantes deste tipo de intervenção entre o enxerto de osso e implantes zigomáticos:

Enxerto osso– Implante zigomático Resultado final Médio AltoNº de intervenções , pelo Menos, 2 1Tempo de cura Menos de 240 dias a Menos de 3 diasProbabilidade de sucesso 60-82% 98-100%

Ambas as técnicas podem ser realizadas em pacientes com boa saúde, de preferência não fumadores.

Outro ponto a ter em conta é que os enxertos de osso obrigam as pessoas a perder entre 8 e 10 dias sem nenhum tipo de prótese, enquanto que os implantes zigomáticos implicam uma perda de 3 a 4 dias de trabalho depois que se terão a prótese fixa.

Os preços de ambas as técnicas são similares e estão em torno de 15.000 euros. Não são muito baratos do que vamos dizer, mas os resultados merecem a pena e, além disso, existem empresas que oferecem assistência odontológica social em que podemos nos apoiar na hora de bancar um tratamento muito caro. Se você quiser saber mais sobre o que é a assistência odontológica social e a importância que tem podeis ler o artigo.

Comenta no Facebook

Compartilhe isso:

Eu gosto de:

Me gustaCargando…

Leave a Reply